Furto ocorreu em um condomínio em Mongaguá, no litoral paulista.

Pranchas foram recuperadas e devolvidas aos donos Divulgação/Polícia Civil A Polícia Civil conseguiu recuperar seis pranchas de surfe, furtadas de um condomínio em Mongaguá, no litoral de São Paulo, após um suspeito anunciar e vender os itens pela web.

A apreensão ocorreu na noite de terça-feira (2), no bairro Balneário Jussara, e um homem de 47 anos foi indiciado ao confessar a prática do crime.

De acordo com a polícia, o crime ocorreu no dia 26 de maio.

O rapaz teria se aproveitado do fato de já ter sido morador do condomínio, para entrar e cometer o furto.

Após a notificação do roubo, as autoridades passaram a investigar e descobriram que os itens roubados estavam sendo oferecidos em um site.

Com o anúncio, os policiais identificaram o local onde poderia ser encontrado o possível autor do roubo.

Os policiais seguiram para o imóvel e localizaram o suspeito, além de quatro pranchas, duas capas e um espaguete de espuma de piscina.

Ao ser questionado, ele confessou o crime e informou que outras duas pranchas já haviam sido vendidas.

Os investigadores conseguiram descobrir o endereço dos compradores e seguiram até os locais, encontrando as outras pranchas.

Os dois compradores alegaram não saber da procedência dos objetos.

Os itens foram apreendidos e entregues para os donos.